Posts tagged impoliticamente politico

How to be alone!

Se tem uma coisa que eu MORRO de preguiça é de gente que não consegue ficar sozinha.

Então se vc é uma dessas pessoas, aqui tem um guia de como “sobreviver” caso esse “desastre” aconteça algum dia da sua vida! (Vc vai acabar descobrindo que é bem legal!)

Anúncios

Leave a comment »

Divagando no McDonald’s

Hoje saí da pós, parei no posto pra abastecer e acabei comendo no Mc. Já eram 11:30 da noite, nenhum delivery e a maior preguiça do mundo de fazer comida. Minha casa tá uma favela esses dias.
No papelzinho que vem na bandejinha eles falavam sobre os 50 anos de Brasilia. Entre uma batatinha e outra fui lendo e relendo aquilo tudo e comecei a pensar…Será que 2010 são os novos 50 anos em 5?
Fala-se tanto de Brasil na crise, como o Brasil superou a crise, isso e aquilo e honestamente, não consigo ver o Brasil com esse otimismo todo que se fala por aí.
Vejo sim um monte de gente desempregada, o indíce de homicídios em São Paulo crescendo e fico me perguntando aonde está esse país maravilhoso que criaram nos contos de fadas.
Haviam anos que não me sentia tão insegura em SP. Volto a ouvir histórias de assalto de pessoas que andam ao meu lado e cada semana que passa é uma novidade.
A tal da linha amarela tá sendo inaugurada. Que demais! Pena que a linha só vai funcionar mesmo no final do ano, logo essa história de inaugurar em 2010 é conversa pra boi dormir, o que já me deixa frustrada pensando que o metro que tão prometendo aqui do lado de casa p/ 2012 vai sair mesmo só em 2013…e lá vou eu continuar enfrentando congestionamentos insanos todos os dias pq o metro nunca sai do papel. E então entra a questão da segurança novamente. Legal, posso pegar metro de madrugada para ir pra balada e não precisar dirigir, mas como faço no trecho entre o metro e o lugar que eu vou? Vou pular dentro de um dos taxis mais caros do mundo para andar 10 minutos pq afinal, não se pode andar a pé sozinha de madrugada por aí.
O que que adianta se desenvolver se não tem infro estrutura pra isso?Vai ser o primeiro metrô sem maquinista. Legal. E a geração de empregos, comofaz? Hoje fiquei indignada, fui na Caixa Economica depositar um dinheiro pra minha costureira e tinham duas mumias paradas na porta sem fazer nada, para dar “acessoria” ao caixa eletrônico, que estava sem sistema. Fui 3 vzs na vida na caixa economica, as 3 vezes eles tavam sem sistema. Então bora pra fila, a fila estava gigantesca, e adivinha? Só tinha uma atendente. O caixa eletrônico sem sistema com duas múmias do lado e o caixa só tinha uma funcionária. Isso é tipico de cabeça de brasileiro classe C. Contrata gente pra “gerar emprego” e deixa 2 idiotas de hostess do banco enquanto o que realmente precisava era de um caixa a mais e isso não fizeram o favor de contratar. Tô revoltada dsd a hora do almoço!
Mas voltando a minha preocupação, será que esse castelo que estão construindo vai ser mais um castelo de cartas? E sim, pq não fazer diferente? Pq não tentar mudar de uma vez por todas?
Mas não, continuamos empurrando com a barriga. Pq brasileiro é sempre assim deixa pra depois de amanhã o que poderia fazer hoje.
Tenho um pouco de medo do que vai ser da gente depois que todo esse entusiasmo passar. Fala-se que a política do Brasil está sendo colocada como um exemplo a seguir em vários países da Europa. Não sei aonde leram isso, talvez em alguma revista focada para brasileiros que moram no exterior. Meses atrás qdo estive na Europa tudo que pude ler sobre o Brasil eram críticas nada favoráveis ao nosso querido presidente Lula chamando-o do dissimulado e dizendo que ele levava os louros do trabalho feito pelo seu antecessor. Dizia tmbm que Lula tem um problema sério de comprometimento, que ele sempre fica em cima do muro. Verdade, assim como o seu colega de fiRRRma que quando o pau come tira o dele da reta em joga em cima do seu.
Ando meio com medo de como vai ser a nossa próxima queda, pq se esse castelo de cartas se desmontar mesmo, não temos mais aonde nos segurar, nossos alicerces estão em nossas mãos e tudo que estamos fazendo é assoprando com mais força essa pilha de damas, valetes e reis.

Comments (3) »

Revistas Britanicas #1 (ou Antes tarde do que nunca).

Genty, algumas semanas atrás prometi postar minha apresentação sobre revistas de moda britânicas. A verdade é que ando realmente muito corrida, além de ter a minha marca que tá me dando um trabalho do cão ainda me enfiei numa pós e basicamente não tenho tempo pra mais nada nessa vida. Vou começar pela revista mais basicona, aquela que todo mundo que trabalha com moda (ou gosta) deve conhecer. A minha apresentação teve mais que 50 slides e infelizmente vou ter que seguir a linha jack o estripador e ir colocando de pouquinho em pouquinho. O próximo post, com ctz, vai demorar muito pra sair do forno. Acredito que só mês que vem que terei tempo de ir postando o resto da pesquisa, mas assim é bom que da tempo de todo mundo (que tiver interesse) ler o conteúdo da revista (dá pra ler online aqui, link da própria editora, mas que vc acaba lendo com qse um mes de atraso, mas dá pra ler em outros sites a atual ). A montagem ta uma tosqueira, a foto de fundo é o quarto da Julia Restoin Roitfeld, e tmbm o fundo de um blog que sempre acompanho, o Li em algum lugar.
Pensei muito se deveria ou não postar isso aqui, pq afinal, o conteúdo geral dessa apresentação me tomou um tempo extremamente considerável em pesquisa (vcs vão ver ao longo dos posts que foi extensa) mas a verdade é que sempre acreditei que conhecimento precisa ser dividido para então ser multiplicado. Se alguem tiver alguma dúvida, sinta-se a vontade para perguntar, de revistas britânicas posso dizer que conheço bastante, e conheço alguma coisa de revistas européias em geral e tmbm de Australianas, mas não me perguntem nada sobre as Americanas/Asiáticas que conheço muito pouco.
Acho que é isso…


Algumas capas que achei relevantes.

Dazed #11, Dazed do final da década de 90, Dazed com uma capa que traz a letra de Girls and Boys do Blur que falava exatamente sobre o que estava acontecendo com a juventudo inglesa naquele período, a capa com B. Ditto, uma capa de uma revista inglesa ilustrando uma brasileira que não é modelo (não ligo mto pro CSS, e tenho um pouco de preguiça do alarde que fazem por causa deles mas acho que eles merecem pontos, quem mais esteve na capa da Dazed, não é mesmo?), e foto da “Posh Spice” tirada por Terry R.

Escolhi essa revista como exemplo.Ela foi de curadoria do Alexander McQueen e coloca a questão dos deficientes físicos na mesa estampando na capa Fashion-able?Um trocadilho extremamente bem pensado. Lembrando que no Brasil se começou a falar de roupas para deficientes a pouco mais de 5 anos... essa Dazed se não me engano é de 1999. Não é a toa que é conhecida como uma revista vanguardista mas com uma linguagem jovem que inúmeras vezes traz das ruas seu material e mantém sempre um paralelo constante entre moda/música/arte/ciências/políticas. Isso é algo que admiro muito na Dazed. Ela sempre se mantém política. A moda perde um pouco o status de superficialidade aqui.

Eu sou apaixonada por essas imagens. Sofisticadas e  elegantes e mesmo assim carregadas de questões de cunho político/social.
Eu sou apaixonada por essas imagens. Sofisticadas, elegantes e mesmo assim carregadas de questões de cunho político/social

Aqui a capa de quando a Dazed & Confused ainda era um Zine; alguma coisa do conteúdo interno e as duas capas que trazem imagens de artistas consagrados. A primeira é da Barbara Kruger e a segunda do Damien Hirst.

Adoraria ter feito esse post logo depois da minha apresentação, que ainda tava tudo fresquinho na cabeça mas infelizmente é necessário tempo pra isso e tempo pra mim tá valendo mais que ouro.
No proximo post vou falar da AnOther que começou como um encarte gratuito dentro da D&C.

Comments (1) »

Hoje fazem 4 dias

que eu não consigo parar de pensar nisso!
De Narciso e Narcisa

De Luciano e Angelical Touch para o mundo de Niely Gold


De Katie Price/Jordan e Peter Andre (com algum espermatozóide de do Boy George) de LDN para o Mundo. Ah e to detalhe; a mina se chama Princess!


De From Hell Germanotta para os melhores camelôs de Bagulhos (e de lá pra algum Dj da Blue Space fazer um remix)

Comments (3) »

Meu ouvido é penico?

Pois é minha genty, vc passa 4 anos enfurnada numa faculdade de modas, faz estágio, trabalha de graça, ganha um salário mínimo, vai estudar fora, faz pós, aprende a fazer pesquisa de modas (de verdade) e precisa ouvir isso?
“Geyse lançou recentemente uma grife com roupas assinadas por ela e que serão vendidas no Brás e no Bom Retiro, em São Paulo, a Rosa Divino.
Desde que teve a ideia de lançar sua marca, Geisy Arruda passa os dias fazendo pesquisa e estudando modelos usados por famosas. Ela, inclusive, já desenhou um que diz ser a cara da cantora norte-americana Beyoncé.”
AHHHH VA!!!!!!!!

E continuando a matéria, preciso ouvir o povo chamando ela de DIVA. Genty, sério, isso tá passando um pouco dos limites.
Ahhh e claro que ela tá fazendo um curso de teatro né? Pq afinal ela já foi modelo, apresentadora de programa infantil e agora ela precisa virar atriz. Mas isso acabou de me dar um certo desespero, será que estilista é o novo modelo/manequim?
Socorro.

Ahhh aproveitando, na reportagem ela tmbm falou dos seus cds preferidos (que ela deve comprar no camelô)
Aproveita pra sofre minha genty, vamo lá!

” Gosto de música com um toque diferente, que fuja do padrão. Por exemplo, o Victor & Leo tem seu próprio modo de fazer sertanejo.”
BRIGADA GEYSE! Vc acabou de provar a minha teoria. Não sei tenho uns amigos (as) que são tão instruidos, cultos, já viajaram o mundo e me falam que adoram sertanojo. Tá acho que se vc vem do interior até faz sentido, faz parte da sua história, do seu repertório de vida e tudo bem, dá pra entender. Mas gente que nasceu fora do eixo “caipira” me falar que ama sertanojo é de foder!
Novamente, BRIGADA GEYSE!!!!
E aqui segue a lista dela (lembrando que eu adoro a Lady GaGa mesmo vendo as bixa mais pão com ovo do mundo dançando horrores com as musicas dela, então a Geyse nem me faz sofrer)

E os favoritos dela:

-Victor & Leo – Ao Vivo e em Cores em São Paulo (2009)
Ouça: Borboletas, Amigo Apaixonado e Cavalo Enxuto
-Inimigos da HP – Ao Vivo em Zoodstock (2008)
Ouça: Bye Bye, Dá uma Chance e Tudo no Tempo
-Claudia Leitte – Ao Vivo em Copacabana (2008)
Ouça: Bola de Sabão, Doce Paixão e Beijar na Boca
-Lady Gaga – The Fame (2008)
Ouça: Just Dance, Paparazzi e Poker Face
-Beyoncé – Dangerously in Love (2003)
Ouça: Crazy in Love, Baby Boy e Dangerously in Love 2

Bom genty, é isso, agora vou la no largo 13 comprar a discografia completa de todos esses “artistas”!
Tchau!

Comments (3) »

Ando com uma preguiiiiça de futilidade.

Hoje vazou na net o novo clipe de M.I.A. e seguindo a linha papper planes, foi um clipe extremamente político.Já foi tirado do youtube (claro).

Estou tentando postar o link do vimeo, mas se não der, vai aqui no método lusitano mesmo ó:

Eu li lá no papel pop, um blog bem adolescente, de uma bixinha bem clichê, mas que não deixa de ser divertidinho. Acho engraçado o quanto ele toma cuidado pra não ofender em certos posts, tipo ao inves de chamar a Mariah de obesa ele fala que ela parece um muppet. Acho que ok, afinal, ele deve ter N acessos por dias e desses acessos 95% devem ser adolescentes ou o tal dos “twins” e não acharia legal se ele pregasse o preconceito da maneira que fosse.
Mas ao mesmo tempo me decepcionou. No post que trazia o link do clip o texto foi o seguinte:

“Ela odeia a Lady GaGa, mas também adora causar… A cantora do Sri Lanka, M.I.A., acaba de lançar um vídeo polêmico para o seu single “Born Free”. Aqui em negrito sou eu comentando. Não acho que ela tenha pretensões de causar para aparecer mais que a Lady GaGa, ou até mesmo para se autopromover. Acho que tem a ver com uma questão social de uma Sri Lankar que foi criada em East London e que sem dúvida tem um repertório muito maior que o da Lady GaGa. E eu adoro a Lady Gaga, mas uma coisa é uma coisa e outra coisa é outra coisa.
O clipe é cheio de violência, cenas de nudez e mostra o exército dos EUA arrombando casas, batendo em civis e os fazendo de reféns.
Tem uma cena final totalmente violenta que mostra um corpo explodindo ao passar por uma bomba.
Uau, hein, M.I.A.! Quem te viu toda coloridinha saltitante ontem, quem te vê toda engajadinha hoje…
Eu preferia a palhaçada pretensiosa do passado.” Pronto, essas duas ultimas frases acabaram comigo. Não sou do tipo que posto comentários haters (aliás, qse nunca comento) e odeio bullying, tanto que assinei meu comentário com o link da minha página, pq acho que quando vc tem argumento vc deve dar a cara pra bater tmbm. Mas fiz questão de escrever pra ele:

Eu adoro seu blog, mas as vzs me incomoda um pouco o excesso de superficialidade. Querendo ou não vc é um comunicador que lida direto com adolescentes, e todo mundo sabe que um dos motivos pro mundo estar essa porcaria é pq a juventude não se preocupa com questões de cunho político.
Só a juventude é capaz de mudar e acho mto dificil que eles consigam ver as coisas com outros olhos se um dos seus “ícones” acaba um post sobre um vídeo extremamente político e carregado de metáforas politico/economicas (caso vc ñ tenha percebido, nós, os BRICs somos parte desse grupinho ruivo) dizendo:
“Uau, hein, M.I.A.! Quem te viu toda coloridinha saltitante ontem, quem te vê toda engajadinha hoje…
Eu preferia a palhaçada pretensiosa do passado.”

Realmente, que esperança dá pra gente ter na sociedade que se preocupa com as roupinhas coloridinhas do passado enquanto o mundo tá pegando fogo por aí? Fica muito difícil.

Comments (11) »

Isso sim que é gostar de uma liquidação!

Em Londres é super comum ouvir falar das sample sales. Todas as marcas/designers organizam de 2 a 4 sample sales por ano. É algo como se eles vendessem as peças pilotos e/ou com defeito a preço de banana. E como todo mundo sabe que gringo é muquirana pra kct, olha o que aconteceu na sample sale da American Apparel de East London essa sexta:
Só pra constar: 2 mil pessoas apareceram, virou um riot que em portugues seria algo como um tumulto, mas com agressão, depois teve mais agressão,10 policiais ficaram feridos e 3 pessoas foram presas.
Ou seja: Cada metropole tem a zona leste que merece,meu! Uns brigam por leggings e camisetas de malha e outros brigam por uma boca!!

Leave a comment »