Posts tagged Help Desk?

How to be alone!

Se tem uma coisa que eu MORRO de preguiça é de gente que não consegue ficar sozinha.

Então se vc é uma dessas pessoas, aqui tem um guia de como “sobreviver” caso esse “desastre” aconteça algum dia da sua vida! (Vc vai acabar descobrindo que é bem legal!)

Leave a comment »

Why do I love London?

Esse é um dos inúmeros motivos!

Comments (2) »

resTUDOrando!

Minha genty, eu amo vocês, e não, não abandonei esse blog, eu simplesmente não estou mais dando conta de fazer TUDO. Vou explicar o que aconteceu nesse último bimestre.
Lancei o inverno da minha marca (começo de julho), aluguei uma sala com a Ale (tmbm começo de julho), compramos móveis lindos, anos 30, 40, 80 e 90 e resolvemos restaurar todos eles- Agosto. O mais antiguinho quase implodiu com tanto cupim. Ah, chamamos o descupinizador, mas o restauro vai ser todo feito com essas mãozinhas que aqui escrevem, e com as mãozinhas da Ale que é japonesa e mil vzs mais habilidosa do que eu! (Sou meio disaster, fico lixando até qse gastar a peça toda).
Agosto- meu niver. 108 pessoas unidas em 60 mts², amigos cariocas que moravam cmg em Londres chegando de surpresa de bate e volta pra festa, um principe IGUAL ao Robert Pattinson chegando de smoking pra dançar a valsa (foi uma festa de Sweet 16+10), a polícia acabando com a festa e eu atendendo a porta vestid de princesa, falando um monte de abobrinha completamente bebada, a brunette jogando brigadeiro no meu corredor inteiro (sóbria) e o after na casa de um amigo que mora perto (ufa) só aí já foi uma semana de ressaca+ entrega dos trabalhos da pós e bem, eis que chegou dia 18 de agosto, fizemos um desfile super legal, passou o desfile, peguei uma infecção intestinal e estou de cama, até hoje.
Nesse meio tempo meu site ficou pronto, e guess what? Ele tem um BLOG!

E nesse blog do que que eu vou falar? De MODAS! Ou seja, o fazendo a egipcia passou a ser EXCLUSIVAMENTE um blog do que eu mais gosto! Xoxação, contar das baladas erradas que eu faço na vida em busca de uma pesquisa antropofagica que nao acaba nunca, e claro de modans tmbm, mas de modans exoticas!
Então enquanto isso, por favor, vamos adicionar no reader o meu outro blog e prometo posts de no maximo 10 dias de intervalo! E se isso não acontecer, reclamem pra Brunette que ela tmbm é dona desse blog! E vamo hoxtonear por ae!
HOXTON.COM.BR
Beeeeeeeijossss minha genty e eu realmente sinto muito!

Leave a comment »

Divagando no McDonald’s

Hoje saí da pós, parei no posto pra abastecer e acabei comendo no Mc. Já eram 11:30 da noite, nenhum delivery e a maior preguiça do mundo de fazer comida. Minha casa tá uma favela esses dias.
No papelzinho que vem na bandejinha eles falavam sobre os 50 anos de Brasilia. Entre uma batatinha e outra fui lendo e relendo aquilo tudo e comecei a pensar…Será que 2010 são os novos 50 anos em 5?
Fala-se tanto de Brasil na crise, como o Brasil superou a crise, isso e aquilo e honestamente, não consigo ver o Brasil com esse otimismo todo que se fala por aí.
Vejo sim um monte de gente desempregada, o indíce de homicídios em São Paulo crescendo e fico me perguntando aonde está esse país maravilhoso que criaram nos contos de fadas.
Haviam anos que não me sentia tão insegura em SP. Volto a ouvir histórias de assalto de pessoas que andam ao meu lado e cada semana que passa é uma novidade.
A tal da linha amarela tá sendo inaugurada. Que demais! Pena que a linha só vai funcionar mesmo no final do ano, logo essa história de inaugurar em 2010 é conversa pra boi dormir, o que já me deixa frustrada pensando que o metro que tão prometendo aqui do lado de casa p/ 2012 vai sair mesmo só em 2013…e lá vou eu continuar enfrentando congestionamentos insanos todos os dias pq o metro nunca sai do papel. E então entra a questão da segurança novamente. Legal, posso pegar metro de madrugada para ir pra balada e não precisar dirigir, mas como faço no trecho entre o metro e o lugar que eu vou? Vou pular dentro de um dos taxis mais caros do mundo para andar 10 minutos pq afinal, não se pode andar a pé sozinha de madrugada por aí.
O que que adianta se desenvolver se não tem infro estrutura pra isso?Vai ser o primeiro metrô sem maquinista. Legal. E a geração de empregos, comofaz? Hoje fiquei indignada, fui na Caixa Economica depositar um dinheiro pra minha costureira e tinham duas mumias paradas na porta sem fazer nada, para dar “acessoria” ao caixa eletrônico, que estava sem sistema. Fui 3 vzs na vida na caixa economica, as 3 vezes eles tavam sem sistema. Então bora pra fila, a fila estava gigantesca, e adivinha? Só tinha uma atendente. O caixa eletrônico sem sistema com duas múmias do lado e o caixa só tinha uma funcionária. Isso é tipico de cabeça de brasileiro classe C. Contrata gente pra “gerar emprego” e deixa 2 idiotas de hostess do banco enquanto o que realmente precisava era de um caixa a mais e isso não fizeram o favor de contratar. Tô revoltada dsd a hora do almoço!
Mas voltando a minha preocupação, será que esse castelo que estão construindo vai ser mais um castelo de cartas? E sim, pq não fazer diferente? Pq não tentar mudar de uma vez por todas?
Mas não, continuamos empurrando com a barriga. Pq brasileiro é sempre assim deixa pra depois de amanhã o que poderia fazer hoje.
Tenho um pouco de medo do que vai ser da gente depois que todo esse entusiasmo passar. Fala-se que a política do Brasil está sendo colocada como um exemplo a seguir em vários países da Europa. Não sei aonde leram isso, talvez em alguma revista focada para brasileiros que moram no exterior. Meses atrás qdo estive na Europa tudo que pude ler sobre o Brasil eram críticas nada favoráveis ao nosso querido presidente Lula chamando-o do dissimulado e dizendo que ele levava os louros do trabalho feito pelo seu antecessor. Dizia tmbm que Lula tem um problema sério de comprometimento, que ele sempre fica em cima do muro. Verdade, assim como o seu colega de fiRRRma que quando o pau come tira o dele da reta em joga em cima do seu.
Ando meio com medo de como vai ser a nossa próxima queda, pq se esse castelo de cartas se desmontar mesmo, não temos mais aonde nos segurar, nossos alicerces estão em nossas mãos e tudo que estamos fazendo é assoprando com mais força essa pilha de damas, valetes e reis.

Comments (3) »

Revistas Britanicas #1 (ou Antes tarde do que nunca).

Genty, algumas semanas atrás prometi postar minha apresentação sobre revistas de moda britânicas. A verdade é que ando realmente muito corrida, além de ter a minha marca que tá me dando um trabalho do cão ainda me enfiei numa pós e basicamente não tenho tempo pra mais nada nessa vida. Vou começar pela revista mais basicona, aquela que todo mundo que trabalha com moda (ou gosta) deve conhecer. A minha apresentação teve mais que 50 slides e infelizmente vou ter que seguir a linha jack o estripador e ir colocando de pouquinho em pouquinho. O próximo post, com ctz, vai demorar muito pra sair do forno. Acredito que só mês que vem que terei tempo de ir postando o resto da pesquisa, mas assim é bom que da tempo de todo mundo (que tiver interesse) ler o conteúdo da revista (dá pra ler online aqui, link da própria editora, mas que vc acaba lendo com qse um mes de atraso, mas dá pra ler em outros sites a atual ). A montagem ta uma tosqueira, a foto de fundo é o quarto da Julia Restoin Roitfeld, e tmbm o fundo de um blog que sempre acompanho, o Li em algum lugar.
Pensei muito se deveria ou não postar isso aqui, pq afinal, o conteúdo geral dessa apresentação me tomou um tempo extremamente considerável em pesquisa (vcs vão ver ao longo dos posts que foi extensa) mas a verdade é que sempre acreditei que conhecimento precisa ser dividido para então ser multiplicado. Se alguem tiver alguma dúvida, sinta-se a vontade para perguntar, de revistas britânicas posso dizer que conheço bastante, e conheço alguma coisa de revistas européias em geral e tmbm de Australianas, mas não me perguntem nada sobre as Americanas/Asiáticas que conheço muito pouco.
Acho que é isso…


Algumas capas que achei relevantes.

Dazed #11, Dazed do final da década de 90, Dazed com uma capa que traz a letra de Girls and Boys do Blur que falava exatamente sobre o que estava acontecendo com a juventudo inglesa naquele período, a capa com B. Ditto, uma capa de uma revista inglesa ilustrando uma brasileira que não é modelo (não ligo mto pro CSS, e tenho um pouco de preguiça do alarde que fazem por causa deles mas acho que eles merecem pontos, quem mais esteve na capa da Dazed, não é mesmo?), e foto da “Posh Spice” tirada por Terry R.

Escolhi essa revista como exemplo.Ela foi de curadoria do Alexander McQueen e coloca a questão dos deficientes físicos na mesa estampando na capa Fashion-able?Um trocadilho extremamente bem pensado. Lembrando que no Brasil se começou a falar de roupas para deficientes a pouco mais de 5 anos... essa Dazed se não me engano é de 1999. Não é a toa que é conhecida como uma revista vanguardista mas com uma linguagem jovem que inúmeras vezes traz das ruas seu material e mantém sempre um paralelo constante entre moda/música/arte/ciências/políticas. Isso é algo que admiro muito na Dazed. Ela sempre se mantém política. A moda perde um pouco o status de superficialidade aqui.

Eu sou apaixonada por essas imagens. Sofisticadas e  elegantes e mesmo assim carregadas de questões de cunho político/social.
Eu sou apaixonada por essas imagens. Sofisticadas, elegantes e mesmo assim carregadas de questões de cunho político/social

Aqui a capa de quando a Dazed & Confused ainda era um Zine; alguma coisa do conteúdo interno e as duas capas que trazem imagens de artistas consagrados. A primeira é da Barbara Kruger e a segunda do Damien Hirst.

Adoraria ter feito esse post logo depois da minha apresentação, que ainda tava tudo fresquinho na cabeça mas infelizmente é necessário tempo pra isso e tempo pra mim tá valendo mais que ouro.
No proximo post vou falar da AnOther que começou como um encarte gratuito dentro da D&C.

Comments (1) »

Caiu na rede é peixe!

Genty eu tenho um pouco de vergonha alheia da Nivea Stellmann. Eu olho para a cara dela e ja me dá vergonha. Ae me dá mais vergonha ainda quando ela quer achar que eh phyna, rhyka e que tem um senso de estilo maravilhoso. Não é por nada nao, NI, mas vc não tem.
Então quando trabalhava numa marca aí (não vou jogar na roda senão queima), a fofa apareceu lyyyyndha num editorial da revista CONTIGO (cof,cof) usando uma peça dessa marca na praia, ae na foto ela corria pra la, corria pra ca, toda sorridente. Realmente ela não pode acrescentar no CV dela modelo/manequim. Fica só com atriz/apresentadora de programa infantil que tá bom. E não tenta ser cantora que com essa voz de taquara rachada não vai funcionar, só la no tequila’s na Liberdade com as prima (que vc indo na choperia é vergonha alheia tmb). Enfim eu lembro que na época que chegou a revista, as meninas da multimarcas do Rio ligaram super felizes contando que a fulana tinha saído na Contigo! usando a roupa da marca e tal…ae pronto, já começou o desespero. Quando chegou a revista, foi tipo a visão do inferno. Foi a UNICA vez que NINGUEM ligou la no “escritório” da marca perguntando sobre a peça. Pq toda vez que alguma global aparecia usando o telefone não parava.
Enfim dá pra ver que eu não sou a única pessoa que tem esse elãn com a Nivea.
Ni, querida, se vc não quer sua vida escancarada por ae, comece fechando seus albuns do facebook, sabe 6 degrees of separation? Então. Todo mundo sempre conhece alguem que conhece alguem.

TA LYNDHA! Vou ligar na Chilli Beans e pedir pra te mandarem um óculos bem munito!


Odeio xoxar criança mas tadinha do Miguel!Não sei que que é pior ser filho da Nivea Stelmann ou do Mario Frias que é o verdadeiro tio da picanha de churrascaria de 4 reaix o rodízio!


Fazendo papel de si mesma né querida!Só assim pra vc ter uma bouwa atuação! Ta lyndha viu!


Olha quanto talento! Já pode ser estagiário da tia Ana Maria Brega. E depois o povo fala da coitada da Shiloh! Esse tmb ta começando cedo!

Leave a comment »

You gotta the love

Feeling so Florence today.
Tava precisando mudar. É engraçado mas não sei se é pq eu sou uma pessoa muito visual mas toda vez que preciso mudar ou organizar algo é de fora, ou seja, visualmente, para dentro.
Quando preciso organizar minha vida, eu geralmente começo organizando meus armários.
Quando é relacionado a organização no trabalho, arrumo meus livros, minhas revistas e meu material de ilustração. Quando é organização na minha vida, arrumo meus armários com roupas e coisas de maquiagens, bijoux e essas coisas no geral.
Nasci loira e fui muito loira até meus 18-19 anos. Aí escuresceu bastante. Comecei a tingir. Ficar loira é viciante. Você fica cada vez mais e mais. Meu cabelo sempre foi referencial. Acho que eu tenho com ele uma relação meio que como a de Sansão. Só tinha mudado radicalmente de cor qdo voltei de Londres. Voltei outra pessoa, e meu cabelo também. Fiquei ruiva. Amei ficar ruiva, como sou loira, ficou super natural, mas o ruivo é um problema e desbotou rapidinho. Voltei a ser loira. Essas últimas semanas vinha sentindo que precisava mudar um monte de coisas, mas não consegui. Acho que comigo é assim, preciso mudar ou organizar o visual antes de o emocional. Mudei. Tô morena. Tá mentira, não tô morena. Meus amigos brigaram cmg dizendo que continuo loira. Mas do jeito que eu tava platinada, pra mim, tô morena!
Fazem poucas horas que fiquei assim e já sentindo uma vibe tão boa. Acho que a questão em si não é a cor do cabelo. (Já tive cabelo laranja, roxo, verde e até azul qdo era adolescente, lembra que eu queria ser punk?Coitados dos meus pais!) mas a verdade é que a cor, o cumprimento não faz diferença, o que faz é que as vezes necessitamos mudar.
Eu li isso algumas semanas atrás num site duma revista inglesa e fiquei matutando.Acho que to começando a descobrir como:
“Change is good, change is inevitable, change is NOW.”
Tchau.

Comments (4) »